MARY & MAX

Mary & Max é uma daquelas animações com massinha que poucas crianças vão ver. É um drama, feito em stop-motion e com um roteiro baseado em fatos reais. E a realidade, como se sabe, às vezes é dura.
Mary é uma garotinha que vive na Austrália, tem uma mãe perturbada e alcoólatra e um pai sem grandes momentos na vida – o sujeito trabalha numa fábrica prendendo a cordinha dos saquinhos de chá.
Ela não tem amigos e passa muito tempo sozinha entretida com os próprios pensamentos e em um desses momentos ela tem a idéia de escrever uma carta para um desconhecido. A escolha aleatória coloca outra pessoa no meio da história: Max, um velho e amedrontado judeu que vive em Nova York e que passa seus dias numa rotina melancólica tentando controlar os próprios transtornos e obsessões.
Incrivelmente, essas duas figuras se entendem muito bem e criam uma relação de amizade que fortalece a vida de ambos. Mas como eu disse, a realidade é dura e fica claro porque a história não é para crianças.
Eu adoro animações feitas com massinha. Valorizo imensamente a técnica desse tipo de stop motion. O roteiro é bem amarrado e a narração quase impecável. O filme sofre por alguns momentos de certa monotonia, mas de fato, são poucos momentos. A direção de arte é melancolicamente incrível! Me lembrou Tim Burton. A fotografia, os detalhes – tudo se encaixa em harmonia com o tom da história. O mesmo equilíbrio visto na amizade entre Mary e Max.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s